BIOGRAFIA

Release

Aos trinta e nove anos de idade  e duas décadas de estrada, Maurício Baia está em fase de lançamento do seu sétimo CD “Com a Certeza de Quem Não Sabe Nada”.

Título também da quarta faixa do disco que chega ao mercado a partir de abril de 2013, pela Som Livre, com show de lançamento em 17 de maio, no Circo Voador.

Acompanhado de uma banda poderosa e participações de peso como Nicolas Krassic, Edu Krieger e Dé Palmeira, Baia mostra, em onze faixas do novo CD, uma rica conjugação de letras e ritmos que caminham por lugares inusitados, com voz e interpretações marcantes.

É fato notório que, quando sobe ao palco, Baia impressiona não apenas pelas inteligentes e versáteis canções, mas, também, pelo desempenho retumbante e incendiário que promove nas suas apresentações.

Após dois anos na estrada divulgando o DVD “Baia no Circo”, que contou com a participação do amigo Zé Ramalho, muitos foram os shows que realizou, em várias cidades do país.

Apresentou-se em grandes festivais como Rock In Rio 2011, Back To Black – Londres, LollaPalooza 2013  além de apresentações nos réveillons,  nas praias de  Copacabana, Barra da Tijuca  e Aterro do Flamengo, mostrando canções reconhecidas por um grande público, como “Eus”, “Habeas Corpus”, “Bicho Homem”, “A Trilha Sonora da Vida”. É exibido, com frequência, em canais especializados em música, como Bis HD, Canal Brasil, MultiShow.

Baia, hoje,  mostra-se amadurecido, sem perder a irreverência e a sagacidade, ao tratar dos temas do cotidiano e da existência humana.

Em 2009, Baia produziu e participou da gravação do primeiro CD do encontro “4 Cabeça”, em que divide o palco com três parceiros, três expoentes do Rio de Janeiro: Gabriel Moura, Rogê e Luis Carlinhos.

No ano seguinte, o Prêmio da Música Brasileira elegeu o disco, fruto dessa parceria, como vencedor da categoria Melhor Grupo MPB.

Outro projeto paralelo importante foi a participação no DVD “O Baú do Raul”, que ganhou disco de platina, em 2004, com 150 mil cópias vendidas e uma interpretação única de Baia para a música “Ouro de Tolo”, em que rasga seu terno e finge se enforcar com a gravata, teatralizando os fortes versos libertários da canção.

O CD “Habeas Corpus”, dezembro de 2006, foi um marco por ser o primeiro disco solo na história do cantor e compositor. Foi o CD que lhe permitiu o aprendizado de fazer parte em todas as fases de produção e conseguir um resultado de continuidade com relação ao seu estilo anterior.

Baia iniciou sua carreira, em 1992, com sua banda Baia e RockBoys, com participações em festivais como O Baú do Raul, Lual da Farme, Arcos da Lapa, Verão no Arpoador, onde abriu o show de Jorge Ben Jor, para um público de vinte mil pessoas, num despertar triunfal, onde ficou evidente sua natureza artística.

Nos anos 1995, 1998 e 2001 lançou três discos com a banda: “Na Fé” (Selo Fora da Lei); “Overdose de Lucidez” (Deck/PolyGram) e “Entrada de Emergência” (A.R. Discos), respectivamente. Contou com a parceria do saudoso guitarrista Tonho Gebara que faleceu em 2004, por problemas cardíacos.

Com o parceiro e guitarrista Shilon, promoveu o festival Sexta Sim, no Teatro de Lona da Barra. Evento que marcou os anos 90, naquela região carioca, onde toda uma geração se apresentou como: Marcelo D2, Rappa, Natiruts, Los Hermanos, Farofa Carioca, Dread Lion, dentre muitos outros que iniciaram suas carreiras, naquela década.

Maurício Baia é o nome artístico de Maurício Simão de Moraes, nascido em Salvador, Bahia, em 30.04.1973. No ano de 1979, Baiafoi morar em Recife, onde suas raízes familiares são mais profundas e, em dezembro de 1985, Baia chegou ao Rio de Janeiro, com 13 anos de idade, aonde é radicado e se sente em casa.